Loading...
CURIOSIDADES

Que óleo hidratante precisamos para cada tipo de pele?


Cada pele precisa de um óleo hidratante diferente segundo suas características já que, se não usamos o adequado, podemos nos prejudicar, apesar de estarmos usando produtos naturais.

Descubra neste artigo qual é o óleo hidratante que mais te beneficiará para conseguir uma pele hidratada, firme, luminosa e rejuvenescida.

Uma pele normal

Se você não sabe como é a sua pele, o mais provável é que tenha uma pele normal. Quem sofre alguma alteração tem que prestar atenção para tratar a pele com os produtos adequados.

Se nossa pele é normal, podemos provar dentre as diferentes opções de óleos e escolher o que mais nos agradar.

Sempre devemos diferenciar a pele do rosto e do pescoço, da do resto do corpo.

O rosto se expõe diariamente aos efeitos dos radicais livres e sofre mais as consequências do nosso ritmo de vida, das emoções, do estresse, da má alimentação, etc.

Por esse motivo é muito importante encontrar o óleo mais adequado para prevenir o envelhecimento, as impurezas, a flacidez e a desidratação.

De que óleo hidratante eu preciso?

 

Peles secas e maduras

As pessoas que têm a pele seca devem cuidar para mantê-la hidratada o tempo todo, já que a falta de hidratação é a principal causa do envelhecimento da derme, que vai perdendo a água de maneira progressiva.

Por isso, as peles maduras também costumam precisar de um óleo hidratante que lhes ofereça elasticidade e firmeza.

Os óleos mais recomendados são os seguintes:

  • Óleo de amêndoas: muito nutritivo, rico em vitamina E e muito econômico.
  • Manteiga de Karité: excelente para peles maduras e desvitalizadas.
  • Óleo de abacate: rico em ácidos graxos, oferece luminosidade e rejuvenesce a pele.
  • Rosa mosqueta: este óleo potencializa a regeneração da pele e tem um alto poder cicatrizante.

Podemos escolher um deles ou combiná-los.

Leia também: Usos que você desconhecia do óleo de amêndoas

Peles gordurosas

As peles gordurosas, muito frequentes durante a adolescência, caracterizam-se pela produção de uma grande quantidade de sebo, que lhes dá um aspecto brilhante.

Loading...
>

Ainda que este sebo proporcione uma capa de proteção diante dos agentes externos, o certo é que costuma dar um aspecto de sujeira e, em alguns casos, causar impurezas e acne.

Com a loção adequada poderemos equilibrar o excesso de sebo sem danificar a pele com alcoóis ou outros produtos adstringentes muito agressivos.

  • Recomendamos usar óleo de jojoba, que tem a textura mais similar ao sebo natural da pele e um alto poder regulador.
  • Podemos combiná-lo com gel de babosa se quisermos que seja uma loção mais leve.

Peles mistas

As peles mistas se caracterizam por um excesso de gordura na região T (testa, nariz e queixo) e uma falta de hidratação nas bochechas. Isto dificulta o uso de uma única loção.

Em casos muito complicados podemos usar óleos diferentes em cada região.

Porém, podemos preparar um óleo equilibrante com dois ingredientes: óleo de coco extra virgem e óleo essencial de lavanda.

  • Ambos são reguladores e potencializam a capacidade natural da pele de produzir o sebo adequado.

Veja também o artigo: Combata a queda de cabelo com este tratamento de aloe vera e leite de coco

Peles delicadas e sensíveis

Devemos sempre tratar com muito cuidado as peles delicadas e sensíveis, que podem reagir a qualquer componente sintético ou inclusive natural.

São peles que ficam avermelhadas com facilidade e inclusive podem ter manchas de forma habitual.

  • O óleo hidratante mais adequado para aliviar e regular este tipo de peles é o de calêndula, que podemos combinar como gel de babosa.
  • Ambos têm propriedades benéficas para reduzir as irritações e coceiras.

Peles com acne

Se sofrermos de acne devemos seguir uma rotina específica para tratar este problema. É que não só depende da pele, mas também de questões hormonais, da alimentação, etc.

A maioria dos óleos é prejudicial para as peles com acne, já que obstruem os poros onde já há um excesso de sebo e sub-infectam o grão.

Porém, há um óleo que pode sim ser prejudicial, já que age também a nível hormonal e tem uma textura um pouco gordurosa: o óleo de onagra.

Podemos misturar o óleo de onagra com um pouco de óleo essencial de árvore do chá, que tem propriedades antibacterianas e antifúngicas, por isso nos ajuda a evitar a sub-infecção.



Source link

Loading...







Loading...