O amo, mas já não sinto desejo como antes

Amo meu parceiro, no entanto não sei o porquê, a paixão diminui e já não o desejo como antes. O que posso fazer? Minha relação está fadada a acabar?

Certamente você alguma vez se encontrou nessa situação. Já está há algum tempo com seu parceiro, o quer loucamente, mas tudo já mudou.

O hábito e a rotina afetaram sua vida sexual. Já não existe a novidade, a faísca se apagou e, em certos casos, você chega a pensar que a relação está prestes a acabar.

No entanto, não perca a calma. A redução do desejo sexual é totalmente natural que acontece e que não significa que a relação esteja chegando ao fim.

Já não o desejo como antes, não entre em pânico!

Quando não desejamos nosso parceiro como antes podem aparecer em nossa mente pensamentos desesperados que se originam por refletir sobre diferentes maneiras de voltar a como as coisas eram no início.

No entanto, como bem sabemos, voltar ao passado não é possível, mesmo que, neste caso, aconteça com bastante frequência.

Em certos momentos, utilizamos as lembranças daquele passado para jogar na cara de nosso parceiro o que antes fazia e que agora já não o faz.

No entanto, se quisermos recuperar a paixão, isso não age a nosso favor.

Nossa sociedade nos ensinou que quando as coisas mudam em uma relação, já devemos entrar em “modo drama”. Contudo, isso é pela negativa tão incisiva que temos ante toda mudança.

Porém, não percebemos que as mudanças não são necessariamente ruins. Na verdade, a falta de desejo em uma relação nos permite abordar um novo caminho, assim como foi o fato de decidirmos ir morar juntos ou ter filhos.

Não é mais diferente do que isso. O problema é que aumentamos tanto o significado que o sexo tem uma relação que, em nosso desespero, não agimos da melhor maneira.

Assim, terminamos culpando o outro e trazendo mais tensão a situação.

O motivo do porquê já não o desejo como antes

Casal com desejo de brigar

Antes de entrar no “modo drama” é importante analisar os possíveis motivos do porquê as relações sexuais tiveram um claro declínio.

As possibilidades podem ser muitas. No entanto, ser sinceros com nós mesmos evitará que danifiquemos a relação e que machuquemos tanto a nós como à outra pessoa.

Para isso, vamos checar algumas afirmações com as quais você pode ou não se sentir identificado. Repetimos, é importante ser sincero consigo mesmo!

  • Já não o desejo como antes porque me sinto segura mantendo hábitos e rotinas. Debaixo de tudo isso reside um grande medo de mudanças.
  • Deixei de dar atenção ao meu parceiro ou de demonstrar com pequenas coisas o tanto que o amo, ele já sabe!
  • Em minha vida existe muito estresse com relação ao trabalho ou a economia que me deixam de mau humor e que meu parceiro é o alvo de toda a minha frustração.
  • Existem problemas que decidi não enfrentar diretamente (pouca ou nula comunicação com meu parceiro, sempre está no trabalho, ele me foi infiel).
  • Já não o amo, mas estou com meu parceiro porque me sinto cômoda e tenho medo de não encontrar mais ninguém.

A negação é a primeira reação que evitará que você olhe com outra perspectiva para o seu relacionamento. Contudo, isso também não lhe será benéfico, já que fazendo isso não estará solucionando o que tanto mal-estar gera.

Procurar uma terapia de casal

Casal com psicologo tentando ativar o desejo

Sim, apesar de tudo o que foi dito anteriormente, o casal por si só não é capaz de solucionar esta falta de paixão, pode ser importante pensar em procurar a terapia de casal.

Mesmo para isso é importante fazer um trabalho prévio.

A que estamos nos referindo?

Temos que deixar de culpar o outro pela situação, temos que abrir os olhos e não ficarmos obcecados com somente nosso ponto de vista. Devemos estar abertos a enxergar as coisas por outra perspectiva.

Como já mencionamos, a negação é uma das primeiras reações que também devemos deixar de lado.

Sabendo tudo isso, vamos começar a deixar de lado a comodidade da rotina e começar a incluir mudanças e coisas novas que tragam vida para a relação?

Deixe de relaxar e de esperar que a faísca surja do nada. Faça algo hoje!

 


Source link