Não renuncie ao amor, renuncie às pessoas que não souberam amá-lo

O amor é um sentimento muito bonito que todas as pessoas merecem viver. Porém, sem dúvida durante essa experiência muitos já sofreram, já se machucaram.

Apesar disso, não renuncie ao amor, isso seria um erro grave.

O melhor é renunciar a todas essas pessoas que não souberam amá-lo como você merecia ou, talvez, renunciar a cometer os mesmos erros, deixando-se levar por expectativas e ideais que acabam caindo com o tempo.

O amor pode doer muito quando o enchemos de dependência, de ciúmes, de maus-tratos ou de possessão e inseguranças.

Por isso, é importante que não renuncie ao amor, mas sim ao que você acreditava que era o amor.

Não renuncie ao amor por entrar em relacionamentos tóxicos

Loading...

Em algumas ocasiões, as pessoas que menos nos convêm são as que parecem agarrar nosso coração com força.

Nós as idealizamos desde o primeiro momento, mas, o que acontece com o tempo? Tudo muda, nada é igual, ou talvez simplesmente não conseguíamos ver antes.

Às vezes, quando sentimos algo muito forte por alguém, podemos nos tornar cegos. De repente, todo mundo ao nosso redor nos diz que aquela pessoa não nos faz bem, mas nós insistimos na ideia de que eles estão errados.

Colocamos uma venda nos olhos para que esse “viveram felizes para sempre” se torne realidade. Porque encontrar o príncipe encantado ou a princesa encantada e charmosa ainda é, hoje em dia, um objetivo real.

Porém, encontrar pessoas com as quais acabamos formando um vínculo tóxico, cobrindo de dor a palavra “amor”, não significa que tenha que ser sempre assim.

Descubra: Sinais de que seu parceiro é tóxico

Temos que aprender a abandonar as expectativas e sonhos que só se realizam nos filmes.

Esta é a vida real e aqui não há príncipes e nem princesas. Encontraremos pessoas que podem nos machucar muito se, ao invés de abrirmos os olhos, os fecharmos.

O que você considera ser o amor?

Não renuncie ao amor

Falávamos e príncipes e princesas mas, o que acontece com a metade da laranja? Ou com “encontrar a outra metade”? São conceitos mais modernos, mas não deixam de ser sumamente daninhos.

A sociedade nos inculca a necessidade de encontrar um parceiro, pois isso é sinônimo de sucesso nos relacionamentos. Porém, denominar ao outro como “sua outra metade” pode te fazer ver o amor como na realidade ele não é.

Loading...

Source link

Loading...

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*