Incontinência urinária no pós-parto: Aprenda exercícios caseiros para melhorar esse problema

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), 5% da população brasileira sofre com incontinência urinária. Este tipo de problema, apesar de ser comum em ambos os sexos, é mais comum nas mulheres, principalmente no pós-parto. Isto porque, é durante a gravidez ou na hora do parto que o corpo da mulher passa por diversas alterações anatômicas, que acabam danificando os músculos do assoalho pélvico e do tecido conjuntivo.

Neste sentido, quando este tipo de problema surge, as mulheres passam a apresentar sintomas desconfortáveis, como explica a fisioterapeuta Thalita Freitas. “Os músculos do assoalho pélvico têm a função de sustentar órgãos, como por exemplo, a bexiga, o intestino e o útero, auxiliar na continência urinária e fecal, além de serem muito importantes para satisfação sexual. Quando esses músculos sofrem algum tipo de alteração no parto, podem causar sintomas desagradáveis ou até mesmo dor para a mulher”, explica.

Segundo Thalita, para tratar este problema é necessário fortalecer os músculos da pelve e do períneo. Desta forma, a fisioterapeuta recomenda a realização de alguns exercícios que se encaixam na modalidade Fisioterapia Pélvica Funcional, uma nova área de reabilitação para prevenir e corrigir disfunções urinárias, gastrointestinais e reprodutoras.

A incontinência urinária é mais comum nas mulheres, principalmente no pós-parto (Foto: depositphotos)

Exercícios funcionais para tratar incontinência urinária

A reabilitação do assoalho pélvico, dos órgãos e ossos é uma maneira de prevenir a incontinência ou tratá-la. Assim, se faz necessário planejar atividades que fortaleçam os músculos da pelve e do períneo. Por isso que a fisioterapeuta recomenda uma série de exercícios que pode ser aplicada em casa, como:

1. Comece a sessão de exercícios sentada. Em seguida, coloque as mãos em baixo do bumbum ao ponto que você consiga sentir os dois ossinhos que ficam de apoio. Depois é só ficar alternando o peso do corpo, para direita, esquerda, para frente e para trás, por aproximadamente 2 minutos;

2. Para sentir ainda mais o contato com a vagina e sentir os músculos, ponha o corpo para frente quando ainda estiver sentada, apoiando os cotovelos sobre as coxas. Toda a região pélvica ficará relaxada, o que vai facilitar a micção e evacuação;

3. Depois deite com a barriga para cima, inspirando e expirando de forma lenta e profunda. Faça este procedimento até 10 vezes seguidas;

4. Ainda de barriga para cima, inspire levantando as mãos e os braços. Em seguida, expire levando os braços até a lateral da coxa. Repita 10 vezes este procedimento;

5. Faça a repetição destes exercícios citados anteriormente e observe como a vagina e o ânus se comportam. Se possível, contraia-os juntamente com a aplicação destas atividades.

Chá promete tratar problemas do sistema urinário


Source link