Hipertensão na mulher: 5 aspectos importantes

Muitas pessoas acreditam, de forma errônea, que hipertensão é coisa de homem. No entanto, a pressão arterial alta é um problema que afeta ambos os sexos igualmente.

Na verdade, a hipertensão na mulher é uma doença “silenciosa” que pode causar muitos problemas caso não seja diagnosticada a tempo.

Uma informação importante é que com o início da menopausa, as mulheres possuem mais chances do que os homens de sofrer hipertensão.

É importante estabelecer um controle periódico com o médico. E mais, é interessante ter o típico medidor de pressão em casa, para poder acompanhar este indicador de nossa saúde.

A seguir, explicamos 5 dados sobre a hipertensão feminina que é importante saber.

1. A hipertensão na mulher é cada vez mais comum

É algo que, sem dúvidas, nos chama atenção e que é bom lembrar. Nas últimas décadas os índices de hipertensão estão aumentando entre as mulheres.

Descubra 6 remédios para tratar a hipotensão 

As causas podem ser as seguintes:

  • O hábito de fumar já é muito comum no sexo feminino.
  • O estresse no trabalho se combina com a pressão familiar, o cuidado dos filhos ou de familiares dependentes… Tudo isso aumenta as taxas de hipertensão neste setor da população.
  • Os médicos indicam que, em média, os homens continuam tendo maiores índices de hipertensão entre os 40 e os 50 anos.
  • No entanto, chegada a idade dos 50 e dos 60 anos e pelos efeitos da menopausa, a mulher passa a superar os homens nesta doença.

mulheres fumantes

Loading...

2. Os contraceptivos e a hipertensão

De acordo com diversos estudos, como o conduzido pela Clínica Mayo, as pílulas contraceptivas aumentam a pressão sanguínea em algumas mulheres.

É muito mais provável que isso aconteça caso tenhamos, além disso, um pouco de sobrepeso. No entanto, também existem outros fatores de risco:

  • Ter mais de 35 anos.
  • Ter antecedentes familiares de hipertensão.

Se atualmente você toma contraceptivos orais, não tenha dúvidas e pergunte seu médico os possíveis efeitos colaterais associados. 

3. A hipertensão na mulher e a menopausa

Durante a vida reprodutiva da mulher sua pressão se mantém estável, a não ser que seja fumante ou esteja submetida a focos de estresse.

No entanto, quando a menopausa natural ou cirúrgica (quando se extirpam os ovários por razões médicas) chega, a hipertensão arterial se torna mais comum.

Loading...

Source link

Loading...