Como reduzir a ovulação dolorosa?

A ovulação dolorosa é um dos maiores incômodos para as mulheres em idade reprodutiva.

Esta dor se manifesta por meio de câimbras ou cólicas no ventre. Para quase todas nós este problema é uma verdadeira perturbação, pois o mal-estar gerado pode se apresentar de maneira muito aguda.

Algumas mulheres podem chegar a sentir dor no meio das pernas ou coxas, o que pode impedi-las de realizar inclusive as tarefas mais simples.

Este problema é muito comum, mas nem por isso devemos nos descuidar de sua aparição se vier acompanhada de outros sintomas.

Recomendamos consultar um médico se notar algo fora do normal.

Hoje, em nosso artigo, vamos ajudar a reduzir os terríveis efeitos da ovulação dolorosa não associada a causas patológicas.

O que é a ovulação dolorosa?

A ovulação é um processo durante o qual os ovários liberam um óvulo maduro pronto para a fecundação.

Este processo costuma ocorrer entre a segunda e terceira semana do ciclo menstrual, mas pode variar de acordo com os níveis hormonais de cada mulher.

A ovulação se divide em três fases:

  • Folicular: inicia com o primeiro dia de sangramento. Neste momento se desenvolvem os folículos, que são o pequeno envoltório em forma de bolsa onde se alojará o óvulo.

Este envoltório, uma vez desenvolvido, incentiva a produção de estrogênio.

  • Ovulatória: ocorre nas seguintes 36 horas. Quando os níveis de estrogênios aumentam e produzem a secreção de enzimas, o óvulo maduro e é liberado.

Nesta etapa se desencadeiam as contrações do útero responsáveis pela referida dor.

  • Pós-ovulatória: depois da ovulação acontece o desenvolvimento do corpo lúteo, uma glândula que secreta progesterona.

Se o óvulo não for fecundado, esta glândula se degenera dando passo à ruptura dos vasos sanguíneos e, com isso, a um novo ciclo menstrual.

Conheça seu corpo

É muito importante conhecer o ciclo menstrual. Mesmo que pareça óbvio, algumas mulheres não prestam atenção ao seu ciclo.

O ciclo menstrual pode variar cada mês em dois ou três dias sem gerar preocupação. No entanto, se apresentar alterações maiores, é recomendado visitar um especialista.

Vigie os sintomas

  • Dor muito intensa, ou com duração de 3 dias ou mais
  • Mal-estar ou ardência ao urinar
  • Febre ou transpirações profusas
  • Vômitos ou náuseas

Todos estes sinais indicam que algo não anda bem, por isso deve-se procurar um médico o quanto antes.

Recomendações

A seguir apresentamos algumas recomendações para aliviar a dor menstrual:

Relaxe

Se se adicionar tensão muscular à câimbra produzida durante a ovulação, a dor piora.

Os alongamentos aliviarão a dor no corpo. Logo, você pode tentar alguns exercícios de ioga, que ajudarão a liberar as tensões.

Consuma infusões quentes

As propriedades anti-inflamatórias e relaxantes da camomila e do mel trarão excelentes resultados.

Ingredientes

  • 1 xícara de água (250 ml)
  • 1 bolsa de chá ou 1 colher de camomila (10 g)
  • 1 colher de mel (7,5 g)

Modo de preparo

  • Em uma xícara de água fervendo coloque uma bolsinha de camomila e adicione uma colher de mel de abelha.
  • Deixe cozinhar durante cinco minutos e beba lentamente.

Aplique compressas quentes no abdômen

O calor ajuda a relaxar os músculos e aumentar a circulação.

Tome uma ducha quente

Tomar uma ducha quente ajuda a reduzir a ovulação dolorosa

A água quente trará um efeito sedativo, pois o calor trabalha nas terminações nervosas de nosso corpo.

Além disso, o calor também libera endorfinas, um neurotransmissor que se encarrega de dissipar a dor.

Evite consumo de café

Está demonstrado que a cafeína contrai os vasos sanguíneos o que aumenta a sensibilidade e a dor.

Consuma analgésicos

Analgésicos para reduzir a ovulação dolorosa

Tente alguns analgésicos de venda libre como o ibuprofeno ou paracetamol. Esses se encarregam de inibir a produção de prostaglandinas, substâncias que geram as contrações do útero que levam a dor.

Se os remédios caseiros ou os analgésicos não bastarem para reduzir a dor, considere com seu médico a prescrição de contraceptivos adequados para o seu ciclo hormonal.

Foi comprovado que estes são muito efetivos para tratar da ovulação dolorosa.

Não se deixe vencer pela dor!

Apesar do incômodo que é o período de ovulação, os sintomas e dores são coisas com as quais as mulheres lidam mensalmente, mesmo que para algumas o ciclo menstrual passe quase despercebido.

No entanto, devemos nos manter alerta ante qualquer mudança que não consideremos normal.

A prevenção sempre tem sido a ferramenta mais oportuna para evitar sofrimentos maiores.

Lembre-se de visitar periodicamente seu especialista, posto que é fundamental para manter sua saúde.


Source link

Loading...

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*