Como perder peso sem ter que comer menos

O artigo Como perder peso sem ter que comer menos faz parte do conteúdo do Remédio Caseiro.

Muita gente acredita que é preciso comer menos para emagrecer. De fato, cortar excessos é importante, pois ajuda a perder medidas e conseguir uma alimentação mais saudável.

O que pouca gente sabe é que é possível perder peso sem precisar se limitar na quantidade do que se come. Emagrecer é uma questão de qualidade da alimentação, e não o quanto a gente devora.

É muito fácil encontrar dietas malucas, em que não se pode comer isso ou aquilo. No geral, isso não é recomendado por nenhum nutricionista, com exceção de casos específicos, como para quem tem intolerância a algum tipo de alimento.

Todo mundo concorda que comer é um dos maiores prazeres da vida, e que comer bem é ainda melhor. Conseguir emagrecer não é uma tarefa impossível ou mesmo difícil, mas exige um pouco de autocontrole e foco. Confira as dicas para emagrecer comendo bem e na mesma quantidade.

Para perder peso, não é preciso passar fome, apenas comer bem e de maneira saudável

Para emagrecer é preciso ter autocontrole e foco nas escolhas dos alimentos (Foto: depositphotos)

Estude e reconheça o seu cardápio

De forma simples, o que nos faz engordar é escolher opções mais prejudiciais do que benéficas. Isso junto a um estilo de vida sedentário se torna o principal motivo do aumento de peso. Então emagrecer não é uma questão de “cortar” alimentos e se jogar em uma dieta, mas sim trocar o ruim pelo bom.

Segundo o nutricionista Sidrack Vila Nova, o processo é muito simples. “Se uma pessoa ingere 2.000 calorias por dia de ‘besteira’ e substitui por 2.000 calorias de comidas mais saudáveis, ela já perde peso. Ela vai continuar comendo a mesma quantidade, mas vai notar a diferença”, diz ele.

É preciso reconhecer que podemos estar comendo o quanto a gente quer, mas não o que nos faz bem. Se o hábito de alguém é jantar um hambúrguer todos os dias, ela precisa reconhecer que esse hábito é um fator relevante nas suas medidas.

Veja também: Alimentos que aceleram o metabolismo e ajudam a emagrecer

Reconhecer que está na hora de optar por alimentos mais saudáveis é o primeiro passo na busca pelas medidas ideais. Para isso, vai ser preciso mudar os hábitos, mas não necessariamente se proibir de comer algo.

Sentir fome não tem nada a ver com emagrecer

Em hipótese nenhuma associe a fome ao emagrecimento. É comum supor que ao mudar a alimentação não vamos conseguir saciedade, porque as novas opções são “mais leves” do que o que tem sido comido ultimamente.

Não é preciso diminuir o quanto se come para conseguir perder peso. A fome e insaciedade são ruins para o corpo e também para a mente. Sob o ponto de vista profissional, é possível ainda comer em maior quantidade optando por alimentos saudáveis, do que comendo de forma hipercalórica.

Lembre que o corpo precisa de energia para as funções diárias, e para isso sempre precisamos estar com alguma coisa no estômago. O segredo é saber quais são os alimentos que geram mais energia do que gordura no organismo.

Para emagrecer, priorize fibras, verduras e legumes

Alguns alimentos ajudam a melhorar o funcionamento do metabolismo como é o caso da chia

As fibras, encontradas na chia, conseguem aumentar a saciedade (Foto: depositphotos)

O corpo humano realiza inúmeros processos durante a digestão dos alimentos. O metabolismo humano opera levando em consideração tudo o que a gente come. Existem alguns alimentos que ajudam bastante a melhorar o funcionamento do metabolismo e a perda de peso.

As fibras são grandes aliadas no processo de emagrecimento por diversos motivos. O principal deles é que os alimentos ricos em fibras dão uma maior sensação de saciedade, mandando a fome embora rapidamente com poucas quantidades. Uma dica é colocar uma colher de chia ou farinha de linhaça nas refeições e lanches.

As frutas, verduras e legumes também agem dessa forma no organismo. Durante as refeições, é muito importante incluir esses itens no prato. Além de proporcionar mais saciedade, eles são mais facilmente convertidos em energia e não aumentam muito o ganho calórico.

Por isso, se está querendo começar uma mudança alimentar, experimente! Procure as frutas, verduras e legumes que mais acha saborosas. Tente cozinhá-las também e inclui-las em receitas, para experimentá-las de outras formas.

Fracione as porções

No Brasil é muito comum ter três refeições principais no dia: café-da-manhã, almoço e jantar. Elas são muito importantes, mas segundo os nutricionistas, não devem ser as únicas.

O famoso “comer de três em três horas” é conhecido justamente por ser muito efetivo. Estar constantemente comendo algo em pequenos intervalos, além de não permitir que a fome chegue, faz diminuir na quantidade de comida que precisamos para nos sentir saciados.

Não precisa ser exatamente com um intervalo de três horas. Sentiu fome? Coma! Mas opte por comidas leves e saudáveis. Seu bem-estar precisa ser respeitado, então não fique com fome.

Veja também: Os hábitos japoneses para quem quer de fato emagrecer

Experimente comer menos, porém mais vezes. Por exemplo, tente pensar no seu almoço como uma parcela da alimentação da tarde. Não literalmente dividir em duas partes (porque uma parte será refeição e outra parte, lanche), mas saber que você não vai precisar de muito, porque logo vai estar comendo de novo.

Planeje sua alimentação sempre pensando que poucas horas depois, estará comendo outra vez. Esse hábito alimentar vai manter o seu corpo sempre trabalhando e sempre em digestão. Ou seja, usando o que você come para gastar o que você come.

Atividades físicas ajudam

Uma dieta balanceada, não proibitiva, combinada com exercícios reduz medidas com eficácia

Os exercícios vão ajudar a ter uma maior perda de peso (Foto: depositphotos)

Se você gastar mais energia se exercitando, o processo de emagrecimento vai ser muito mais rápido. Já que você estará optando por alimentos menos calóricos e sempre saciado, os exercícios vão ajudar a ter uma maior perda de peso.

Além das inúmeras vantagens da atividade física, ela pode ser uma boa reguladora das suas vontades.

Se você está se exercitando bem, comendo bem e emagrecendo, mas ainda sente falta daquela pizza com os amigos, você pode combinar de comer uma ou duas fatias, e depois aumentar no dia seguinte a rotina de exercícios.

Isso não deve ser um hábito. No máximo, uma ou duas vezes por mês, e com muito controle.

Não se prive de comer o que gosta

O processo de emagrecimento é difícil e abrir mão de comidas calóricas saborosas pode ser algo muito chato. Mas aí é que está a questão: não é necessário deixar de comer o que a gente gosta!

Nenhuma dieta deve ser proibitiva, mas balanceada. Às vezes, precisamos sair e nos divertir, e nem sempre as opções que encontramos nos locais são as melhores para o processo de emagrecimento.

Outras vezes também precisamos comer aquilo de que sentimos falta, seja uma fatia de pizza, de torta, ou mesmo um hambúrguer. O importante é saber controlar o quanto comemos essas comidas e quantas vezes isso se repete.

Se durante a semana a sua alimentação tiver sido saudável, se você praticou exercícios e tem se sentido bem, não deixe que a vontade de comer algo te faça infeliz nesse processo que deve ser bom e proveitoso.

Veja também: Nutricionista dá cinco dicas infalíveis para você emagrecer

Opte pelas versões menores e mais saudáveis dos alimentos calóricos que você gosta. Versões light, diet, sem álcool e naturais são as melhores opções. Há também muitas receitas e estabelecimentos que fazem pratos naturais e que se parecem muito com os pratos comuns. Optando por elas, logo você poderá não sentir falta das versões mais calóricas.

O artigo Como perder peso sem ter que comer menos faz parte do conteúdo do Remédio Caseiro.


Source link

Loading...

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*