Alimentação vegana: Mitos e verdades que todo mundo deveria saber

O veganismo ainda é pouco difundido no Brasil, gerando muitas dúvidas nos consumidores. Sendo assim, a nutricionista Cyntia Maureen esclarece alguns pontos

Veganismo é uma filosofia de vida que leva em consideração utilizar e consumir apenas produtos que não sejam feitos do sofrimento animal. Este estilo de vida exclui não só alimentos derivados de origem animal, como carne, leite, ovos e seus derivados e o mel, mas também elimina produtos com roupas ou sapatos de couro, cosméticos e remédios testados em animais, entre outros.

Apesar de ser pouco comum no Brasil, este modo de vida está ganhando um espaço considerável no país. De acordo com o último levantamento feito pela Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB), através do Google Trends, entre 2011 e 2015, o termo “vegano” teve um crescimento de 700% no país. Este volume de buscas evidencia o quanto as pessoas possuem interesse no tema e por isso vão em busca de tirar suas dúvidas.

Pensando neste expressivo aumento e em sanar algumas das dúvidas mais comuns das pessoas que se interessam por este tema, a nutricionista Cyntia Maureen revela algumas verdades e mitos sobre o tema. A profissional, que também é consultora da Superbom, empresa alimentícia especializada em produtos saudáveis, explica cada dúvida sobre o veganismo.

Mitos e verdades sobre a alimentação vegana

Foto: depositphotos

Veganos podem sofrer com a falta de vitamina B12

Verdade: De acordo com a nutricionista, a alimentação composta por alimentos vegetais não é suficiente para suprir a necessidade de vitamina B12 no organismo, por isso é importante que os veganos façam exames periodicamente para perceber os níveis não só da vitamina, mas também do ferro. “Caso percebam alguma mudança, os adeptos da dieta vegana devem buscar orientação médica para que seja ministrada uma correta suplementação. O suplemento só deve ser tomado quando houver comprovação clínica da sua necessidade”, orienta.

Mas, apesar destes nutrientes estarem presentes em grande parte da proteína animal, como leite, queijo e ovos, Cyntia explica que as pessoas onívoras também podem sofrer com a escassez deles. “Esta não é uma deficiência apenas para os adeptos do veganismo. Aqueles que seguem a dieta onívora, que consomem todos os tipos de alimentos, se não equilibram suas refeições, também podem ter um déficit desta vitamina”, explica a especialista.

A dieta dos veganos não é ideal para praticantes de atividades físicas

Mito: Os esportistas precisam basear a alimentação em uma dieta saudável e equilibrada, assim como os veganos. “Tudo se resume a um bom equilíbrio entre carboidratos, proteínas e gorduras, componentes necessários para compensar o elevado gasto de energia”, afirma Cyntia.

Ainda de acordo com a nutricionista, o mercado vegano tem opções que conseguem suprir as necessidades de veganos, levando em consideração os produtos feitos à base de soja e os demais suplementos com proteínas vegetais. “A indústria tem explorado com afinco essa nova tendência e vem apresentando novidades voltadas para esse público. Além disso, existem diversos exemplos de atletas de alta performance que seguem a dieta vegana, o que comprova o fato de que o veganismo e a prática de esportes combinam sim.”

Loading...

Source link

Loading...