6 bons hábitos que ajudam a preveni-la

A demência é uma doença progressiva que, infelizmente, causa uma deterioração significativa das funções cerebrais.

A partir do momento em que surge, interfere na habilidade da memória, no pensamento, e em uma série de capacidades que são reguladas pela química do cérebro.

Muitos casos têm a ver com questões genéticas e alterações próprias da idade, ainda que também possa ocorrer como consequência de outras doenças.

Embora a medicina tenha desenvolvido muitas formas de diminuir seus efeitos, na atualidade a demência continua sendo uma das síndromes que causa maior dependência de cuidados nos idosos.

Por esse motivo, muitos especialistas no tema estão recomendando uma série de práticas que, por seus efeitos no cérebro, podem ajudar a reduzir o risco de desenvolver a doença.

A seguir queremos compartilhar detalhadamente as 6 dicas mais importantes para que você comece a colocá-las em prática todos os dias.

1. Fazer atividade física para prevenir a demência

Quer saber mais? Leia: 5 maravilhosos efeitos que seu cérebro notará quando você beber água

O exercício físico é uma das medicinas preventivas mais efetivas contra a demência e outros problemas cognitivos que surgem com a idade.

Isso se deve aos benefícios para a circulação e a saúde cardiovascular, sendo determinantes para um ótimo funcionamento do cérebro.

Sugestões

  • Procure fazer pelo menos 30 minutos de exercício por dia.
  • Elabore um plano de treinos que combine exercícios cardiovasculares com atividades de força.

2. Parar de fumar

As pessoas que fumam, ou aquelas que estão expostas constantemente à fumaça do cigarro, tem um alto risco de desenvolver a doença de Alzheimer e outros tipos de demência que reduzem a qualidade de vida.

Evitar o tabagismo e adotar um plano de desintoxicação do corpo pode ser determinante para evitar essas graves consequências.

Sugestões

  • Se você faz parte de um grupo de pessoas que fumam, procure adotar estratégias para romper com esse mau hábito antes que afete a sua saúde.
  • Para evitar fumar, tome chás para ansiedade e mantenha sua mente ocupada com outras coisas.

3. Ler diariamente

ler-diariamente

O hábito de ler é uma das melhores formas de treinar e fortalecer o cérebro para evitar o desenvolvimento de doenças neurodegenerativas.

Ao realizar uma leitura ativam-se funções importantes para a memória, ao mesmo tempo em que aumenta a criatividade e melhora outras habilidades cognitivas.

Sugestões

  • Leia artigos de seu interesse em seu tempo livre.
  • Comece a ler um livro que chame a sua atenção.
  • Desfrute de uma leitura todas as noites antes de dormir.

4. Fazer atividades que desafiam o cérebro

As atividades que desafiam o cérebro são um grande exercício de fortalecimento da memória, do pensamento, e de muitas outras funções desse órgão tão importante.

Resolver problemas matemáticos, jogar quebra-cabeças ou fazer outras atividades que envolvam o raciocínio pode diminuir o risco de perda de memória durante a idade adulta.

Sugestões

  • Resolva palavras cruzadas, sudokus, ou qualquer outro jogo de estratégia.
  • Faça operações matemáticas.
  • Aprenda um novo idioma.
  • Escreva sem levantar a caneta ou o lápis da folha.

5. Adotar uma alimentação saudável

alimentacao-saudavel

A alimentação desempenha um papel essencial na saúde do cérebro e, ainda que muitas pessoas ignorem sua importância, os nutrientes que são obtidos através dela são determinantes para um bom funcionamento do mesmo.

Consumir alimentos saudáveis, ricos em antioxidantes e nutrientes essenciais, ajuda a manter uma correta oxigenação celular e, portanto, uma regeneração contínua.

As comidas ricas em gorduras saturadas, açúcares, e outros aditivos químicos podem acelerar o desgaste das funções cognitivas.

Sugestões

  • Elabore um plano alimentar controlado em calorias, com grande quantidade de frutas e vegetais.
  • Aumente o consumo diário de água e bebidas saudáveis.
  • Não se esqueça de aumentar as fontes saudáveis de aminoácidos essenciais e de carboidratos complexos.
  • Consuma alimentos ricos em ômega 3.
  • Evite as comidas industrializadas e ricas em sal.

Veja esse artigo: Descubra como potencializar sua memória cuidando de suas emoções

6. Manter relações sociais satisfatórias

As relações sociais estimulam de forma constante a atividade cerebral e, devido ao bem-estar que produzem, são determinantes para evitar a demência durante a velhice.

Manter ativo um grupo de familiares, amigos, ou pessoas por perto ajuda a treinar a memória e, além disso, evita o isolamento e a depressão.

Sugestões

  • Passar um tempo livre com as pessoas mais próximas.
  • Fazer atividades divertidas com seus amigos e familiares.
  • Estabelecer conversas saudáveis quando se sentir triste ou deprimido.

Todos os hábitos aqui mencionados são um grande apoio para manter o cérebro ativo e forte apesar do passar dos anos.

Procure incorporá-los em seu dia a dia e comprove seus benefícios para as suas funções cognitivas.


Source link