5 segredos para desenvolver um sistema imunológico PSICOLÓGICO forte e digno

É muito frequente falarmos em nosso espaço a respeito das maneiras como podemos cuidar diariamente de nosso sistema imune para enfrentar vírus, infecções e muitos tipos de doenças.

Agora… E se disséssemos que todos dispomos de um sistema imune psicológico?

Especialistas em ciências do comportamento e da saúde como Daniel Gilbert, da Universidade de Harvard, assim nos alertam, ainda que seja importante esclarecer alguns aspectos.

Se trataria mais de mecanismos de defesa, de estratégias adequadas que o ser humano desprega quase como se fossem células imunológicas com a finalidade de gerir melhor o estresse, a ansiedade, os medos, as preocupações…

Se há algo que todos sabem é que há pessoas que enfrentam muito melhor do que outras as dificuldades e os problemas da vida.

De fato, o conseguem até o ponto de nos obrigar a fazer a clássica pergunta… mas você, como você faz para não desanimar e conservar sempre o otimismo?

Apesar de certo que há pessoas que, de modo natural, são mais resistentes e hábeis na hora de gerenciar a adversidade, devemos ter muito claro que todos nós podemos aprender a alcançar isso.

Existem determinados mecanismos e estratégias que podem nos ajudar a desenvolver um sistema imune “psicológico” saudável, forte e digno.

A seguir, explicamos como fazê-lo.

Estratégias simples para favorecer seu sistema imune psicológico

Todos temos direito de ser felizes e todos temos a obrigação de cuidar de nós mesmos para conseguir isso. É algo que devemos ter bem claro desde o início.

Somos agentes ativos do nosso bem-estar e, portanto, todo sistema imune psicológico forte deve se nutrir da responsabilidade pessoal, da capacidade para tomar decisões, da clara vontade de investir tempo e recursos nos seguintes aspectos. Anote-os.

1. Ter uma autoestima forte não é pecar por egoísmo

Temos de admitir: em ocasiões temos certa reticência em nos priorizarmos, em pôr nosso bem-estar na frente de certas coisas e inclusive de certas pessoas.

  • Praticar este exercício diário consome e destrói, nos apaga por dentro e apaga nossa integridade.
  • Não tenha medo de se amar o tanto quanto você merece, não tenha medo de se querer, porque fazer isso não é um ato de egoísmoé uma estratégia de bem-estar psicológico.

Leia também: Como demonstrar amor a uma pessoa com depressão

2. Pense positivo: não custa nada e se consegue muito

Pensar positivo não é cair nessa autoconfiança cega, não é renunciar à objetividade e muito menos deixar de ser realista.

  • Pensar positivo é explorar nossas capacidades para confiar nelas, para dizermos a nós mesmos que somos capazes de muitas coisas, que merecemos coisas boas e que vamos poder alcançar nossos objetivos.
  • Quem se deixa levar pelo derrotismo desenvolve um sistema imunológico psicológico frágil, desses que derivam em indefesa, abatimento, no mau humor e na crença de que não tem controle de sua vida.

3. Encontre um sentido na vida

Moça com sistema imunológico resistente

A vida não tem um sentido, na realidade, ela tem múltiplos sentidos e tudo vai depender do sentido que nós queiramos lhe dar.

  • Encontrá-lo é primordial, porque nos orientará para um ponto no horizonte, em direção àquela luz do farol que, como inspiração cotidiana, nos guiará.
  • Pode ser que seu desejo seja vencer no mundo dos negócios, se sentir independente ou, talvez, se relacionar melhor com seus filhos ou aspirar a uma vida cômoda e tranquila com um parceiro.

Pense nisso e tome como propósito para fazer o seu.

Leia também: Regra do minuto, o interessante método japonês para combater a preguiça

4. Pratique o desapego

Praticar o desapego não é querer manter uma distância de tudo e todos. Supõe não ser dependente nem escravo de nada nem ninguém, nem deixar de lado o próprio bem-estar.

  • O desapego é entender que nada nos pertence e que nós mesmos também não pertencemos a ninguém e nem nada.

Nossa obrigação é favorecer o próprio bem-estar e a felicidade dos demais, fazendo-os sentirem-se livres, corajosos, mas também parte de nós como o presente mais precioso que a vida pôde nos oferecer.

5. Entenda o que é prioridade e o que é secundário em sua vida

Mulher com sistema imunológico forte

  • O que os outros pensam de nós é secundário, o que nós pensamos de nós mesmos é a prioridade;
  • O que os outros esperam de nós é importante, o que nós esperamos de nós mesmos é essencial;
  • O que os outros dizem que precisamos para ser feliz não tem importância, o que nós sentimos que nos falta para sermos felizes é o importante.

Para concluir, sabemos que todas essas dimensões lhe são conhecidas, que você já se deparou com elas e que, frequentemente, tenta investir todas as suas energias nelas.

Porém, entenda também que, se alguma dessas estratégias falha, as demais desmoronam.

Porque quando alguém carece de autoestima, em ocasiões, pratica esse apego pouco saudável para com os demais, esperando que preencham suas carências e fortaleçam seus pontos fracos.

Não é o adequado. Cuide de seu sistema imune psicológico todos os dias e comece a se “vitaminar” de pensamentos positivos, de segurança pessoal, de novos objetivos e de estratégias adequadas que iluminem sua autoestima.

O esforço vale a pena.

Imagem oferecida por Kelsey Beckett


Source link