5 conselhos práticos para controlá-la

A bexiga hiperativa é uma síndrome que acontece devido à contração involuntária e repentina dos músculos que rodeiam este órgão.

É uma condição bastante incômoda, não apenas porque causa vontade de urinar o tempo todo, mas também porque pode causar pernas de urina e incontinência.

Seus principais desencadeantes são a ingestão excessiva de líquidos e o estresse, embora também possa surgir por desequilíbrios nervosos, problemas neurológicos e enfraquecimento do assoalho pélvico.

Embora em cada pessoa ela possa se desenvolver de forma diferente, é necessário dar-lhe a atenção devida para evitar que se transforme em um problema crônico.

Quando o problema não é tratado, a pessoa pode perder o controle sobre seus hábitos de micção e, no futuro, ter uma incontinência mais grave.

Felizmente há vários hábitos e tratamentos que podem facilitar o seu controle de forma natural antes de ter que recorrer a outros procedimentos.

A seguir iremos compartilhar 5 bons conselhos para que você não hesite em aplicá-los diante deste problema.

Descubra-os!

1. Fortaleça os músculos do assoalho pélvico

A prática regular de exercícios para o fortalecimento do assoalho pélvico é uma das soluções mais eficazes para o alívio da bexiga hiperativa.

Eles permitem aumentar a força dos músculos que rodeiam este órgão, e diminuir o enfraquecimento que provoca a vontade contínua de urinar.

Eles são recomendados como medida de prevenção para a incontinência urinária e, ao mesmo tempo, para melhorar o desempenho sexual.

Ver também: Como prevenir infecções na bexiga

Recomendações

  • Dedique 10 ou 15 minutos por dia para fazer os populares exercícios de Kegel.
  • Inclua em sua rotina exercícios e posturas como a ponte e a prancha.
  • Procure contrair e relaxar os músculos da bexiga durante os exercícios.

2. Melhore a sua alimentação

Embora pareça que uma coisa não tem nada a ver com a outra, a alimentação é um dos pilares mais importantes para o controle desta síndrome.

Uma dieta controlada em gorduras e calorias ajuda a evitar desequilíbrios inflamatórios que, por razões óbvias, pioram o problema.

Além disso, é necessário limitar o consumo de alguns alimentos cuja composição pode aumentar o enfraquecimento da bexiga.

Recomendações

  • Aumente o consumo de frutas e vegetais ricos em antioxidantes.
  • Reduza a ingestão de sucos cítricos.
  • Diminua o consumo de café e bebidas com cafeína.
  • Evite os alimentos processados e os doces.
  • Mantenha-se longe das bebidas alcoólicas e com gás.
  • Limite a ingestão de laticínios.

3. Fique atento à quantidade de líquidos que você bebe

Beber muita água pode intensificar os casos de bexiga hiperativa

Ouvimos muitas vezes que devemos ingerir entre 6 e 8 copos de água por dia para manter o corpo hidratado e saudável.

No entanto, aqueles que sofrem de bexiga hiperativa devem abrir uma exceção, já que tanto líquido pode dificultar o controle do problema.

Embora não se recomende evitar a água por completo, o melhor é reduzir a quantidade enquanto se fortalece a bexiga para restabelecer os hábitos de micção.

Recomendações

  • Evite ingerir uma quantidade grande de água e bebidas naturais.
  • Procure se hidratar quando estiver em casa ou em um lugar onde possa urinar quando seu corpo pedir.

4. Programe as visitas ao banheiro

Segurar a vontade de urinar é incômodo e pode ser prejudicial para aqueles que têm hábitos de urina completamente normais.

No entanto, em pacientes com bexiga hiperativa este pode ser um treino, dado que permite controlar o desejo de urinar de forma recorrente.

O exercício consiste em programar as visitas ao banheiro, aguentando um pouco para que a bexiga se acostume e comece a se sincronizar.

Isso permite urinar com um maior controle e, por sua vez, evita o problema de sentir espasmos quando não há líquido para expulsar.

Recomendações

  • Uma vez que você sinta a vontade de urinar, procure aguentar 3 ou 5 minutos antes de ir ao banheiro.
  • Quando conseguir manter este tempo, aumente pouco a pouco os minutos até que consiga reduzir o número de visitas ao banheiro.

Recomendamos ler também: 8 razões para o mau cheiro na urina

5. Evite o cigarro

Não fumar para controlar a bexiga hiperativa

Os pacientes com bexiga hiperativa que têm o mau hábito de fumar devem saber que é primordial evitar o cigarro para aliviar este problema.

As toxinas enfraquecem os músculos e são responsáveis pela inflamação e pelos espasmos recorrentes.

Isso causa efeitos sobre todos os sistemas do corpo e, portanto, também afeta a saúde da bexiga.

Recomendações

  • Tome a decisão de parar de fumar o antes possível.
  • Diminua pouco a pouco seu consumo até que possa controlar a ansiedade de fumar.
  • Apoie-se no consumo de infusões e alimentos saudáveis para enfrentar a síndrome de abstinência.

Você tem a bexiga hiperativa? Se você foi diagnosticado com este problema ou suspeita de que pode ser o caso, coloque em prática estes conselhos e comece a controlá-lo em sua casa.

Além disso, consulte regularmente seu médico para avaliar a saúde deste órgão com uma maior precisão.


Source link