4 conselhos para abandonar as queixas

As queixas são um hábito que muitas pessoas adotam, e do qual é muito difícil livrar-se.

Por quê?  Porque a ideia de ser a vítima das circunstâncias é muito tentadora.

Não nos fazer responsáveis pelo que nos acontece,  não tomar medidas diante de situações que não gostamos nos convidam às reclamações.

Sem dúvida, o mau humor, a raiva e a infelicidade serão uma constante em nossas vidas.

Leia: Vitimismo crônico: pessoas que se lamentam continuamente

Para sair dessa espiral de queixas é imprescindível ater-se a estes quatros conselhos que nos ajudarão a nos sentir melhor conosco mesmos, e a tomar medidas sobre o assunto quando a vida não seja  perfeita.

1. Adeus às queixas, vivamos a vida!

A queixa tem uma particularidade que é a passividade.

Com ela não se chega nenhum lugar, nem se soluciona coisa alguma.

Queixar-nos permite nos sentirmos uma vítima que não faz nada para mudar o que acontece. Por exemplo, diante de um processo que não teve sucesso, nos lamentamos. No entanto podemos escolher outro caminho.

Em vez de nos deixar levar pelo atrativo da queixa podemos acolher todos esses sentimentos e emoções que nos abordam e tomá-los como impulso para seguir  outro caminho ou aprender com o que temos feito.

Descubra também:  Quando Chapeuzinho enfrentou seus medos, ela vestiu pele de lobo

Não podemos ficar quietos ante uma situação difícil,  ou que não está saindo como planejamos.  Sonhar não custa nada, mas se não se tornar realidade, lhe   custará muito caro.

Deixe de se queixar por tudo e coloque mãos à obra.  É a hora de abandonar esses pensamentos  cheios de lamentação e começar a agir.

2. Nunca rejeitamos o que nos aconteceMulher se queixando como lobo

Temos a tendência de rejeitar tudo aquilo que nos acontece e que não gostamos.  Esse é o caminho mais fácil que nos conduzirá à queixa.

Vamos ficar nos lamentando por isso? Continuaremos no presente com uma recordação do passado que nunca mais poderemos  alcançar?

Fazer isso é perder tempo e esgotar as energias que poderíamos estar gastando em algo muito mais útil.

Aprendamos a aceitar aquilo que nos acontece. Todas as experiências ensinam, o que nos fará muito melhores do que somos.

3. Sejamos valentes, sejamos responsáveisMulher se queixando da luz de sol

A espiral da queixa evita que nos façamos responsáveis pelo que nos acontece. É muito mais fácil culpar os outros por nossos fracassos.

Infelizmente, a maioria das coisas que nos acontece são nossa responsabilidade. Ainda que os outros se comportem mal conosco,  é nossa a decisão de continuar permitindo isso ou começar a tomar medidas.

Não perca também:  Não existe melhor calmante do que o abraço que afasta os medos

Não se trata de mudar os outros. Muito menos se trata de culpar a alguém pelo que nos ocorre, ou quando perdemos a quem amamos. As coisas ocorrem e temos que aceitá-las.

Sejamos consequentes com nossos atos e ajamos de forma inteligente diante do que não há jeito humano de modificar. Sejamos valentes para enfrentar qualquer dificuldade que nos aconteça indiscriminadamente.

4. Comunicar-se com a queixaMulher com uma flor.

Como você se sente diante do fato de se lamentar por tudo? Bem ou mal? O mais provável é que não se sinta muito bem, inclusive se seu uso for para manipular os outros.

Quando a queixa se faz presente deveríamos tomar medidas. Uma delas é conversar com ela, perguntar o que  ela faz ali, e qual o motivo de sua presença.

Teríamos que fazer isso com o mau humor,  a ira, a inveja, e muitas outras emoções que nos causam muitos problemas em nosso dia-a-dia.

Quem sabe você descobre que se queixa para chamar atenção, ou que você  precisa culpar os outros porque não quer responsabilizar-se por suas decisões.  Talvez você a use para manipular os outros porque necessita ter o controle de tudo.

Antes de ir Leia:  Quem faz de tudo para que o relacionamento funcione, pode caminhar sem remorsos

Seja qual for o motivo da queixa ser parte de sua vida, é importante que você seja consciente de que esta não deve ficar por muito mais tempo.

Ela só nos tornará mais débeis,  vítimas,  e passivas diante de situações que estão em nossa mão, para que tomem um novo rumo.  Tudo é questão de mudar a perspectiva.

Você está preparado para de dizer adeus ao lamento improdutivo?

Imagem principal cortesia de © wikiHow.com

 


Source link